Veja como se prevenir o AVC e quais são os principais sintomas desta doença tão devstadora e que afeta a região cerebrál do corpo humano

Acidente Vascular Encefálico

Veja como se prevenir o AVC e quais são os principais sintomas desta doença tão devstadora e que afeta a região cerebrál do corpo humano



Trombos
O AVE (Acidente Vascular Encefálico) é mais conhecido como AVC (Acidente Vascular Cerebral), também é denominada como infarto cerebral, isquemia cerebral, trombose cerebral ou o popularmente chamado de derrame cerebral. Para entender e conhecer como acontece um AVE ou AVC é necessário entender alguns conceitos básicos.

Trombo


É caracterizado por um coágulo de sangue que se forma nos vasos sanguíneos, aderindo à parede do mesmo e obstruindo a passagem do sangue. A obstrução pode parcial ou completa. Quando a obstrução ocorre, nós chamamos de trombose, nome mais popular para o caso.

Êmbolo

Quando um trombo se solta, ele passa pela corrente sanguínea até localizar um vaso com calibre menos do que o êmbolo. Com isso, ele acaba ficando preso impedindo a circulação do sangue. Quando o vaso é obstruído por um êmbolo, o nome popularmente conhecido é o de embolia pulmonar.



Isquemia

É a falta de suprimento de algum tecido orgânico que necessita de sangue. Quando a circulação não é suficiente para o funcionamento das células, ocorre a isquemia. Pode ser reversível caso seja diagnosticado e tratado a tempo.

Infarto


A isquemia prolongada faz com que as células morram. Geralmente, isso ocorre graças à obstrução da artéria por um trombo ou por um êmbolo. O enfarto mais conhecido é o do músculo do coração, o miocárdio, mas isso não é uma regra, já que pode ocorrer o infarto em qualquer outro tecido ou órgão.
Com essas informações é possível concluir que o AVC é um infarto de uma região do cérebro causado por um trombo que se forma em uma artéria cerebral ou por um êmbolo formado em algum lugar do corpo, que percorre a corrente sanguínea até se alojar em uma artéria do cérebro.
Quais são os fatores de risco?

Os principais motivos que podem levar á um AVC são:
Idade Avançada
Diabetes
Cigarro
Hipertensão
Colesterol
Obesidade
Fibrilação atrial

AVC Hemorrágico
Outro tipo de AVC comum é o Hemorrágico. Ele é causado pela ruptura de um vaso do cérebro, causando sangramento intracraniano. O motivo é uma fraqueza da parede de uma artéria cerebral. Este é o tipo de AVC mais complicado, pois atinge uma parte relevante do cérebro, mais até do que o AVC isquêmico. Nosso crânio é como se fosse uma caixa fechada e não tem pra onde expandir. Quando há grandes hemorragias, o sangue precisa escapar por algum lugar, começando a comprimir o cérebro em direção a calota craniana. Existem 2 tipos de AVC Hemorrágico:

Hemorragia Intracerebral
Ocorre quando o sangramento se localiza dentro do cérebro.

Hemorragia Subaracnóide
Ocorre quando o sangramento se acontece entre o cérebro e a meninge (membrana que cobre o cérebro).

Vejam quais são as principais causas do AVC Hemorrágico:

Hipertensão
Tabagismo
Uso de medicamentos que inibem a coagulação heparina e varfina
Traumas
Aneurismas no cérebro
Malformações dos vasos do cérebro
Vasculites

Quadro Clínico e Sintomas do AVC

Os sintomas vão depender a área atingida no cérebro. Quanto maior, pior são as chances de recuperação. Os sintomas mais comuns são paralisias motoras, normalmente em um lado do corpo. A diminuição da força em algum membro, perda de equilíbrio com dificuldades de se manter em pé, alterações na marcha, dificuldades na fala e boca torta, alterações na musculatura da face ou desvio de olhos, alterações visuais ou cegueira (parcial ou total), desorientação ou comportamento estranho, discurso incoerente, diminuição do estado de consciência, crise convulsiva e o coma são os sintomas que mais afetam os pacientes diagnosticados.
O AVC não causa dor, exceto se houver uma dor de cabeça nos casos de AVC Hemorrágico. Nestes casos, o quadro pode evoluir rapidamente, fazendo com que o paciente reclame de mal estar e perca a consciência rapidamente. A falta de sangue em regiões do cérebro leva o corpo a aumentar a pressão arterial em uma desesperada tentativa de aumentar a perfusão de sangue para o cérebro. Acidente Vascular Encefálico – Fatores de risco