A ingestão de alimentos ricos em fibra é importante para a estética, pois ajuda a diminuir a absorção de gordura, e também é importante para a prevenção de diversos tipos de doenças, entre elas o câncer do cólon.

Alimentos Ricos em Fibras

A ingestão de alimentos ricos em fibra é importante para a estética, pois ajuda a diminuir a absorção de gordura, e também é importante para a prevenção de diversos tipos de doenças, entre elas o câncer do cólon.



Os alimentos ricos em fibras são alimentos essenciais para fazer com que a alimentação se torne de melhor qualidade, regulando e melhorando a digestão. Nos últimos anos a alimentação é um fator que ganhou a atenção dos brasileiros e do mundo, e a cada dia que passa essa atenção vem ganhando mais importância. Altos índices de obesidade estão sendo detectados no Brasil devido à má qualidade dos alimentos que o brasileiro ingere em suas refeições. O acréscimo das fibras alimentares na dieta do brasileiro séria apreciável do ponto de vista da melhora da qualidade dos alimentos que seriam ingeridos, melhorando o trato digestivo e podendo também evitar doenças como constipação intestinal e câncer de cólon. Mas parece que, além disso, as fibras reduzem a quantidade de calorias que você absorve dos alimentos. Pesquisadores na U. S. Department of Agriculture Beltsville Human Nutrition Research Center em Maryland realizaram testes em 9 dietas com variadas quantidades de fibras e gordura. A absorção de gordura e de proteínas foi menor pelas pessoas que ingeriram fibras em suas dietas do que as pessoas que comeram poucas fibras.

Tipos de Alimentos Ricos em Fibras

Maiores quantidades de fibras são encontradas em alimentos como frutas, vegetais, pão integral, nozes, legumes, cereais integrais e farelos. A dieta dos brasileiros, e ocidente em geral, tem sido pobre em fibras, devido ao crescimento exagerado da produção de alimentos refinados juntamente com a ingestão de muita carne vermelhas.


Doenças causadas pela falta de fibras

A produção exagerada de alimentos refinados juntamente com a ingestão exagerada de carne vermelha em detrimento da ingestão de fibras causou a disseminação de algumas das chamadas “doenças da civilização”, como a constipação intestinal, a diverticulose e a diverticulite, as hemorróidas, os problemas cardiovasculares e o câncer de cólon.

O Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos recomenda a ingestão diária de 30 gramas de fibras. O brasileiro das grandes cidades ainda está longe desta meta, pois segundo dados do Estudo Nacional de Despesa Familiar (Endef), do IBGE, o consumo médio de fibras por pessoa em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre é de aproximadamente 20 gramas.