Um ato de crueldade com uma cadelinha de rua aconteceu na cidade de Araçatuba, interior paulista

Cachorra é arrastada de moto

Um ato de crueldade com uma cadelinha de rua aconteceu na cidade de Araçatuba, interior paulista



Cachorra arrastada em Araçatuba

Uma cachorra vira lata foi ferido nas quatro patas em Araçatuba, interior de São Paulo, nesta quarta-feira (13). O animal foi amarrado e arrastado por uma motocicleta por um porteiro da cidade.

Evaldo dos Santos Jesus, de 19 anos, foi visto judiando da cachorroa pelo funcionário público Jânder Carvalho Inácio, de 42 anos. O trabalhador chamou a Polícia Militar e o rapaz foi demitido do condomínio e vai responder por processos de maus-tratos. A pena para este crime é de três meses a um ano de prisão.


Segundo Inácio, o porteiro arrastou a cadelinha porque ela invadiu o condomínio. “Ela não conseguia acompanhar a velocidade da moto, caía e era arrastada. O asfalto estava muito quente, e as patas dela estava, sangrando quando chamei a atenção do porteiro”, relatou o funcionário público.

A cadelinha recebeu atendimento no Hospital Veterinário da Unesp (Universidade Estadal Paulista). Ela não corre risco de morte, mas está com as patas enfaixadas sob os cuidados de Inácio, o funcionário que prestou a queixa.



Robeto Ameiro, membro da APA (Associação Protetora dos Animais de Araçatuba), afirmou que casos de crueldade são freqüentas na cidade. “É preciso uma delegacia especializada para combater este problema”, afirmou.