A goma de mascar, também conhecida como chiclete, é muita consumida em todo o mundo, possui diversos tipos e sabores. O que muitos não sabem é como ela é feita.

Chiclete – Como é Feito

A goma de mascar, também conhecida como chiclete, é muita consumida em todo o mundo, possui diversos tipos e sabores. O que muitos não sabem é como ela é feita.



chiclete

Quando criança começamos a gostar do famoso chiclete, também conhecido como goma de mascar, uma deliciosa goma que libera um sabor adocicado por um razoável período de tempo.

São produzidos em escalas industriais por fabricantes, e possuem os mais diversos sabores, como morango, menta, melancia, tangerina, laranja, sabores artificiais, entre outros. Possuem ainda a capacidade de refrescar ou esquentar a boca, dependendo do chiclete.


Apesar de praticamente todo mundo já ter provado um chiclete, poucos sabem de como é feito e quais os ingredientes são utilizados. Conheça agora.

A receita do chiclete tem como base a goma que dá  consistência ao doce, esse principal ingrediente era originalmente extraído da seiva de algumas árvores, porém atualmente já é produzido de forma sintética, com derivados do petróleo, como parafinas e resina. Há também a presença de pequenas porções de xarope de glicose, adoçantes, aromatizantes e corantes.



O xarope de glicose ajuda a adoçar e deixa a goma mais macia e pegajosa. O açúcar é tão pulverizado que parece um talco. A goma-base é derretida a 90ºC e misturada com os outros ingredientes em um misturador, onde fica mexendo por cerca de 25 minutos.

[youtube]n6IcNbNCpPM[/youtube]

O próximo passo é então dar forma ao chiclete, após a mistura estar pronta, ela passa por um tubo que realiza o corte, no caso de chicletes com recheio, é também nesse momento que o líquido é inserido no interior. Os chicletes que possuem forma de pastilha viram mantas, com várias unidades coladas umas nas outras.


Ao sair desse processo, a goma ainda está aquecida, e mole, difícil de ser cortada. E então levada para resfriar, é colocada em uma sala de refrigeração. Depois desse processo a goma pode ser cortada sem perder a forma ou grudar. Alguns chicletes recebem ainda uma polvilhada de açúcar, para tirar um pouco do grude.

E nessa etapa que é colocada a casca mais dura dos chicletes que são desse tipo. Depois de cortados, as gomas ficam girando por seis horas em uma panela, ao mesmo tempo que uma tubulação vai dosando amido e um xarope de açúcar que deixa uma camada seca, doce e quebradiça.

Após todos os tipos de chicletes estarem prontos, as máquinas vão embalando, utilizando o corte de folhas de embalagens e colocando as unidades dentro. Depois outra máquina fecha tudo.