Se você sonha seguir a profissão veja nossa dicas

Como se Tornar Piloto de Avião

Se você sonha seguir a profissão veja nossa dicas



Como se tornar piloto de avião

Para os que sonham seguir a carreira de piloto de avião, saiba que essa profissão requer muito conhecimento. Além de viajar o mundo, o profissional tem a oportunidade de trabalhar com algo que lhe dá prazer.

Conquistando a licença de Piloto Privado de Avião, você pode carregar passageiros para qualquer destino.  No entanto, ela restringe que o piloto carregue passageiro e cargas comerciais. Nos cursos de Piloto Comercial (PC), o interessado estará liberado para realizar qualquer tipo de voo, aumentado as chances dentro do mercado de trabalho.


Início e requisitos para ser um piloto

  • Mínimo 18 anos de idade
  • Pelo menos o 1º Grau Completo ou equivalente
  • Obtenção do CCT

O primeiro passo é passar pelo curso de Piloto Privado, que reúne conhecimentos breves. Os livros didáticos proporcionam recursos que eliminam as barreiras como a distância, horário disponível para estudo ou situação financeira, dando a oportunidade para que todos possam seguir a carreira.

  • O curso de Piloto Privado é dividido em duas partes:
  • Teórica
  • Prática
  • Vejam quais são as disciplinas exigidas no curso
  • Meteorologia
  • Navegação Aérea VFR
  • Teoria de Voo e Aerodinâmica de Baixa Velocidade

Como tirar os certificados

Para obter o Certificado de Conhecimento Técnico (CCT) é necessária à aprovação em uma prova aplicada pelo Departamento de Aviação Civil (DAC) que contém 20 questões de cada matéria. O aproveitamento mínimo deve ser de 70%.



Depois desta etapa, os exames são apresentados a ANAC . Aprovado, o aluno começa a parte prática. Ele deve voar no mínimo 35 horas em aeroclube homologado pelo DAC. Mas antes de começar a praticar, é necessário ter o Certificado Especial de capacitação Física (CCF), que deve ser obtido na Junta Especial de Saúde (JES) do ministério da aeronáutica.  Esse certificado possui duas classes:

1º Classe: Destinado a pilotos comerciais, com validade de 1 ano.

2º Classe: Destinado a pilotos privados, com validade de 2 anos.


Os treinamentos práticos são baseados em curvas, subidas, descidas, estóis, emergências, decolagem, pouso, entre outras necessidades de piloto. Depois dessas horas necessárias, o piloto-aluno é submetido ao chamado “check”, que é um voo de aproximadamente 1 hora, na qual é verificado as habilidades aprendidas durante o curso. Aprovado,  o aluno-piloto recebe sua licença de Piloto Provado de Avião (breve), ficando habilitado a voar com aeronaves monomotoras, sem ser comercial e remunerada.

Depois dessas solicitações, é necessário fazer o pedido, através do Serviço Regional de Aviação Civil – SERAC, o cheque de voo por profissionais credenciados pela ANAC do seu piloto-aluno, para a posterior emissão do Certificado de Habilitação Técnica de Piloto Privado.

CHT

O CHT permanente só é liberado depois de todas as etapas anteriores cumpridas.  Ele  é a abreviatura de Certificado de Capacidade Física. É um certificado médico expedido pelo Ministério da Aeronáutica, após um exame físico do candidato. O aluno deverá possuir um CCF válido para iniciar as aulas práticas e, como todo piloto, deverá levá-lo consigo em todos os voos. Existem dois tipos de CCF:

1ºClasse: O de 1º. Classe é valido por apenas 1 ano enquanto de 2º Classe é valido por 2 anos. Deverão ser realizados nas Juntas de Saúde dos Hospitais da Aeronáutica ou através de Médicos e Clínicas credenciadas

 2º Classe: Para tornar-se Piloto Privado é necessário possuir um CCF de 2º. Classe, que se diferencia do de 1º. Classe pela rigidez dos exames médicos exigidos e pela validade.

A CCT é a abreviatura de Certificado de Conhecimentos Técnicos. Tal certificado é expedido após a aprovação do aluno nos exames teóricos, do Departamento de Aviação Civil. Para iniciar as aulas práticas, não é necessária a posse de um CCT. No entanto, é altamente recomendável uma vez que o conhecimento teórico dos diversos assuntos aeronáuticos enriquece e facilita as aulas práticas. É importante lembrar, entretanto, que você deverá possuir um CCT válido para obter sua licença de Piloto Privado de Avião.