Depilação Egípcia - Como fazer?

A Depilação Egípcia é feita cuidadosamente a mão, e trás muita eficiência. Grande parte dos pêlos são totalmente retirados e passam um bom período para crescer novamente, além de diminuir a quantidade de pêlos no local ao decorrer do tempo.

Atualizado em

Depilação Egípcia

A preocupação com a estética é grande atualmente, cada vez mais as pessoas procuram se cuidar. A depilação também faz parte dessa preocupação, tanto feminina, como masculina, além de melhorar do aspecto visual, também é um forma de higiene.

Existem vários métodos de depilação, as mais comuns e conhecidas são a com gilete e a com cera, ambas são bastante conhecidas e utilizadas, porém sua eficácia não é tão boa, deixando apenas os pêlos curtos, no caso da gilete. E deixando alguns pêlos finos, no caso da cera.

Depilação Egípcia

Vendo esse ponto negativo, as esteticistas e depiladoras procuraram obter um novo meio de depilar. E foi ai que começou  a aparecer a depilação egípcia, também conhecida como a depilação com linhas. Esse tipo de depilação é bastante usado em outros países, como China, Iraque, Índia, Egito, entre outros.

Essa técnica consiste basicamente em entrelaçar as linhas com os pêlos e arrancá-los, os pontos positivos desse método são vários, cerca de 95% dos pêlos são retirados, sem agredir a pele e nem mesmo o folículo. A depilação egípcia é totalmente manual, e é feita de uma forma cuidadosa e precisa, pode ser usada em várias partes do corpo, como o buço, sobrancelha, barba, pernas, axilas, e muitos outros locais.

Outra vantagem é que como a depilação arranca os pêlos pela raiz, oferece uma ótima qualidade e maior durabilidade da área depilada, além de não haver possibilidade de engrossar os pêlos. As sessões devem ser realizadas em intervalos de 30 a 40 dias, e ao longo do tempo são capazes de diminuir o número de pêlos na região.

Aprenda abaixo como fazer a depilação egípcia.

Vídeo – Como Fazer