Monteiro Lobato é um ícone para a literatura brasileira infantil, através dele o mundo pode conhecer e se aventurar nas histórias criadas por ele. Livros que futuramente ganhariam versões televisivas, que é o caso do Sítio do Picapau Amarelo. Veja.

Dia Nacional do Livro Infantil

Monteiro Lobato é um ícone para a literatura brasileira infantil, através dele o mundo pode conhecer e se aventurar nas histórias criadas por ele. Livros que futuramente ganhariam versões televisivas, que é o caso do Sítio do Picapau Amarelo. Veja.



Introduzir a criança nos livros pode não ser tarefa fácil na maioria das vezes. Muitas crianças não trocam o prazer de jogar bola, brincar com bonecos, carrinhos por um livro. Mas desde cedo se deve ensinar uma criança a gostar de ler um bom livro. Livros são ótimos para o aprendizado de uma criança e melhora a fluidez em seu relacionamento social. Uma criança que lê bastante não terá problema, por exemplo, de falar em público ou de se comunicar com seus coleguinhas.

No dia 18 de abril é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil, tal data foi escolhida graças a uma figura muito conhecida no meio da literatura, um dos principais escritores da literatura brasileira infantil, o glorioso Monteiro Lobato. Monteiro Lobato nasceu em Taubaté, interior de São Paulo, em 18 de abril 1882 e teve sua carreira iniciada ao escrever contos para jornais infantis. Sua carreira começou a ganhar um rumo mais certo quando ele venceu o concurso literário do Centro Acadêmico XI de Agosto, quando ainda cursava faculdade de direito.


Desse incrível escritor saíram vários livros consagrados, várias aventuras com figuras brasileiras, e Monteiro Lobato foi ainda mais longe, trouxe de volta os costumes e as ledas do folclore nacional. Daí para frente tudo foi misturado em elementos da literatura universal, mitologia grega, quadrinhos, cinemas, entre outros. Como Monteiro Lobato passou boa parte da sua vida vivendo em fazendas, os seus maiores sucessos foram sempre voltados para o sítio, onde ficou bastante conhecido pelo “Sítio do Picapau Amarelo” que ao longo dos anos foi ganhando uma versão televisiva.

A inteligência, as virtudes de Monteiro Lobato impressionavam a todos. Suas obras eram contagiantes e os personagens criados por ele também. Monteiro Lobato morreu em 4 de julho de 1948, novo, aos 66 anos. Em 2002 por decreto de uma Lei, a data de seu nascimento foi registrada como o dia oficial da literatura infanto-juvenil.