Eduardo Faustini é um repórter investigativo da Rede Globo, que mostra denúncias aos domingos no Fantástico. São mais de 17 anos de carreira, sua identidade é preservada devido a gravidade de algumas reportagens.

Eduardo Faustini

Eduardo Faustini é um repórter investigativo da Rede Globo, que mostra denúncias aos domingos no Fantástico. São mais de 17 anos de carreira, sua identidade é preservada devido a gravidade de algumas reportagens.



Você pode até não lembrar desse nome, mas com certeza já viu alguma reportagem que só ocorreu por causa dele. Eduardo Faustini, repórter da Rede Globo há mais de 17 anos ele mostra no programa Fantástico, reportagens investigativas, com denúncias sobre políticos, traficantes, fraudes, e vigaristas de todo tipo. Seu rosto nunca é mostrado, apenas escutamos sua voz, até para preservar sua identidade. Veremos abaixo algumas reportagens onde o repórter participou.

  • Fingiu ser um idoso para flagrar e denunciar os maus-tratos em asilos aqui no país
  • Passou-se por caminhoneiro para mostrar os esquemas de propina nas rodovias pelo país
  • Flagrou a insegurança no sistema aéreo brasileiro, embarcando com uma réplica idêntica de um fuzil, um pacote de açúcar simulando cocaína
  • Mostrou o esquema das funerárias que vendiam atestados de óbitos que serviam até para encobrir assassinatos
  • Fraude em bombas de gasolina dos postos de combustíveis com o uso de controle remoto
  • Participou de uma operação dentro do caveirão da Polícia do Rio de Janeiro em uma comunidade dominada por traficantes

[youtube]bHBFlkJw6co[/youtube]


Sua carreira começou como fotógrafo na revista O cruzeiro, ainda muito novo. Passou ainda por vários outros veículos de comunicação, mas não os revela para não dar pistas de sua identidade, no entanto a história de repórter sem rosto começou no programa Documento especial, na TV Manchete. Sua última reportagem que foi ao ar, foi exibida no último domingo (18/03/2012), sobre as fraudes nas licitações públicas, confira no vídeo abaixo.

[youtube]weyW5tJGEdM[/youtube]



Apesar do salário bom, Eduardo Faustini tem uma vida de uma figura ameaçada constantemente, como um Juiz ou Promotor. São oitos seguranças se revezando para cuidar 24 horas da integridade física do repórter, as vezes é necessário o uso de coletes a prova de bala. Por duas vezes, do dia para noite ele e sua família tiveram que viajar para o exterior, passar 30 dias, para preservar a segurança de todos.

Fotos

Abaixo algumas fotos, sem mostrar o rosto, do repórter.