Saiba quais são os sintomas e como tratar a doença

Esclerose Múltipla

Saiba quais são os sintomas e como tratar a doença



Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla é uma doença originaria do sistema nervoso central. Seu progresso é lento e é caracterizado por placas disseminadas de desmielinização (perda da mielina, substância que envolve os nervos) no crânio e na medula espinhal.  Os sintomas são neurológicos e variados.

Sintomas

Pessoas com problemas visuais, distúrbios da linguagem, do equilíbrio, da força, fraqueza (no início da doença), dormências que podem afetar a medula, a coordenação motora e a sensibilidade. O paciente, normalmente, não sente nenhum tipo de dor.


Causas da doença

Não há nenhum estudo que comprove as causas certas da Esclerose Múltipla. Porém, os especialistas estudam causas do tipo e algumas anomalias imunológicas. As infecções produzidas por um vírus latente, lento ou a mielinólise por enzimas também são estudadas.

A doença pode ser adquirida pela suscetibilidade genética. O caso é mais comum entre as mulheres. Nos anos 50 houve um grande número de pessoas afetadas pela Esclerose. Hoje, a doença está mais controlada, mas ainda é um risco para a sociedade. Ela se desenvolve entre os 20 e os 40 anos, sendo mais comum em climas temperados do que em climas tropicais como no Brasil.



Diagnóstico

O neurologista  é o responsável pelo tratamento da doença. É ele que vai reconhecer os sintomas e encaminhar o paciente para os exames para-clínicos pertinentes, tais como: ressonância magnética, líquido cefalorraquidiano, potenciais evocados e outros procedimentos.

Tratamento

Além dos cuidados específicos de cada paciente, os médicos recomendam fisioterapia e psicoterapia. O uso de antivirais como Amantadina, Aciclovir, Interferon, Imussupressores, ACTH, Corticóides que, ajudam na melhora dos sintomas, tendo possibilidades de cura.