O Google comprou a divisão de celulares da Motorola, a Motorola Mobility, por US$12,5 bilhões.

Google compra Motorola

O Google comprou a divisão de celulares da Motorola, a Motorola Mobility, por US$12,5 bilhões.



 

google compra motorola

O Google anunciou, no inicio desta semana, que comprou a Motorola Mobility, a divisão da Motorola que fabrica celulares e tablets. O preço divulgado, 12,5 bilhões de dólares, é 63% superior ao valor das ações da Motorola Mobility na bolsa.

O Google diz que vai manter a Motorola Mobility como um negócio separado. A Motorola continuará licenciando o sistema Android, que deve permanecer aberto ao mercado. A compra vai permitir que o Google turbine o sistema do Android e vai elevar a competição no mercado de computação móvel.


De acordo com post publicado no blog do Google, a compra da Motorola não irá afetar a relação com outros fabricantes de smartphones em relação ao Android. Segundo o Google, atualmente mais de 150 milhões de aparelhos operam com o Android, produzidos por 39 fabricantes, em 123 países.

Já aprovada pela direção de ambas as empresas, a operação deve ser finalizada até o início de 2012, apesar do anúncio, o negócio ainda precisa ser aprovado pelos órgãos reguladores dos Estados Unidos, Europa e outros territórios, além dos acionistas da Motorola Mobility.



Google Protegendo Android

Em uma afirmação no blog oficial da Google, Larry Page afirma que a compra não se deve somente ao apoio que a companhia dava ao Android, mas também devido ao fato da Motorola ser uma líder de mercado em dispositivos caseiros e no negócio de soluções em vídeo.

Blog oficial da Google: http://googleblog.blogspot.com/2011/08/supercharging-android-google-to-acquire.html

O fundador da gigante de buscas também afirma que a compra vai ajudar a desenvolver o portfolio de produtos da companhia,  a ajudando a se proteger das ameaças representadas pela Microsoft, Apple e outras empresas. Page também se comprometeu a continuar a parceria entre o Android e outros fabricantes, afirmando que a compra da Motorola Mobility não deve representar prejuízos a nenhum parceiro.