As lojas do Baú da Felicidade fazem sucesso em todo o Brasil, são mais de 121 lojas espalhadas por todo o país. O Magazine Luiza anunciou a compra das lojas do Baú da Felicidade, do Grupo Sílvio Santos, por R$ 83 milhões.

Lojas do Baú

As lojas do Baú da Felicidade fazem sucesso em todo o Brasil, são mais de 121 lojas espalhadas por todo o país. O Magazine Luiza anunciou a compra das lojas do Baú da Felicidade, do Grupo Sílvio Santos, por R$ 83 milhões.



 

 

 

Há mais de 50 anos no mercado varejista e firmando sempre entre os clientes, a credibilidade e a qualidade, as lojas do Baú da Felicidade fazem sucesso em todo o Brasil, são mais de 121 lojas espalhadas por todo o país.

O Baú da Felicidade ficou famoso pelo Carnê do Baú, uma forma de poupança e compra programada, em 2006, o Baú da Felicidade transformou suas lojas e passou a atuar no varejo de móveis e eletrodomésticos. Já em 2009, o Baú da Felicidade comprou ativos das redes Dismar e Dudony, e acabou herdando as dívidas desta empresa que estava em recuperação judicial.


Sempre bem vista, a lojas do Baú foram muito procuradas, mas no dia 13 de julho, o Magazine Luiza anunciou a compra das lojas do Baú da Felicidade, do Grupo Sílvio Santos, por R$ 83 milhões. Em um comunicado, a empresa informou que como as lojas não terão nenhuma dívida ou caixa, a transação deve ser fechada em 31 de julho. O acordo envolve 121 lojas da rede, sendo 80 no Paraná, 40 em São Paulo e uma em Minas Gerais.

A rede informou que a aquisição das lojas do Baú reforça a estratégia de consolidação da sua presença nos mercados de atuação, com destaque para o fortalecimento das operações no Paraná e na região metropolitana da São Paulo. Atualmente o Magazine Luiza possui 611 lojas espalhadas em 16 estados. No Paraná são 41 lojas.



A venda do Baú da Felicidade é o capítulo mais recente do enfraquecimento do grupo Silvio Santos, que começou a ser exposto em outubro do ano passado, com a descoberta de fraudes contábeis no balanço do banco Panamericano, um passivo avaliado em R$ 4,3 bilhões. O banco foi vendido ao BTG Pactual em janeiro deste ano para sanear a dívida. Segundo o Valor, estima-se que cerca de metade da dívida total de R$ 400 milhões do grupo o pertencia ao Baú da Felicidade.