Quem nunca passou pela sensação desagradável de sentir que está com mau hálito ou ficar próximo de quem está? Veja algumas dicas para evitar esse constrangimento!

Mau Hálito

Quem nunca passou pela sensação desagradável de sentir que está com mau hálito ou ficar próximo de quem está? Veja algumas dicas para evitar esse constrangimento!

Mau Hálito

O mau hálito é algo desagradável e com certeza você, leitor, também já foi vítima desta infeliz situação. Ele consiste nos odores vindos da cavidade bucal ou através da respiração.  Pesquisas revelam que cerca de 60% da população do planeta já sofreu com o mau hálito. Chamado também de halitose, a causa pode estar relacionada a diversos fatores, inclusives os  ligados a alimentação.

Porque temos mau hálito?

Os alimentos que consumimos podem interferir diretamente na questão do mau hálito. Ingerir molhos picantes, alho e cebola, por exemplo, gera um odor desagradável na nossa cavidade bucal. O problema também pode se originar de problemas com a nossa pele ou do próprio ar que expelimos pelos pulmões.

O mais comum são realmente os restos de comida que nós consumimos. Pelo menos 90% dos casos são assim. Não escovar os dentes após a refeição, contribui muito para que o mau hálito ocorra. Minúsculas partículas de comida ficam entre os nossos dentes, acumulando o odor.

Se o paciente possui placas na gengiva o efeito pode ser ainda pior, pois o acumulo de alimentos nas reentrâncias das amígdalas gera “fermentação” destas substâncias, proliferando bactérias.  A amigdalite são as partículas liberadas com o tal mal-cheiro produzido por esses restos de comida.

A bactéria vive na boca e adora quando não escovamos os dentes e deixamos resíduos para se alimentarem. O alimento quando fica na boca, fermenta com a saliva, gerando um gás sulfúreo, o mesmo presente em ovos podres. Essas bactérias ficam, geralmente, na parte anterior da língua, criando um muco esbranquiçado que geralmente observamos ao acordar, por exemplo.

Como o corpo reage ao mau hálito?

O ser humano possui suas próprias defesas na boca, as antibacterianas, mais conhecida como saliva. A bactéria bucal que gera o odor, é “anaeróbica”, ou seja, gostam de viver em locais onde o oxigênio não está presente. A saliva contém bastante oxigênio, combatendo assim as bactérias.

Como evitar o Mau Hálito?

  • Escovar os dentes ao acordar e antes de dormir, e claro, após as refeições (pelo menos após o almoço e o jantar).
  • Reforçar a limpeza dos dentes com auxilio do fio dental, realizando bochecho em seguida, para eliminar os resíduos de alimento entre os dentes.
  • Fazer a limpeza da língua com a escova de dente ou com aquelas escovas própria para este procedimento.
  • Para evitar que a boca resseque, é importante mantê-la  com saliva. Mascar uma goma ou uma bala é importante, desde que seja diet (sem açúcar).
  • Para diminuir o mau hálito provocado pelo tabaco ou o álcool, faça um bochecho três vezes ao dia com água e limão, sem açúcar. O limão é ácido e anula odores destas substâncias.
  • Alimentação ricas em cenoura, maçã e alimentos fibrosos ajudam no combate ao mau hálito. Além disso, eles auxiliam na limpeza da boca.
  • Beba muita água.
  • Faça visitas regulares ao dentista.