Métodos contraceptivos = Controle de natalidade ou ainda contracepção é o regime de uma ou mais ações, dispositivos ou medicamentos de modo a prevenir ou reduzir a propensão de uma…

Métodos Contraceptivos

Métodos contraceptivos = Controle de natalidade ou ainda contracepção é o regime de uma ou mais ações, dispositivos ou medicamentos de modo a prevenir ou reduzir a propensão de uma mulher se tornar grávida ou dar à luz. Estas ações, também conhecidas como métodos anticoncepcionais, são fundamentais hoje em dia para o planejamento familiar.

Hoje o que não falta são métodos contraceptivos, mas mesmo assim ainda é grande o índice de meninas que engravidam sem planejar, deve-se sempre ficar alerta não só a gravidez, mas também as doenças sexualmente transmissíveis que podem ser irreversíveis.

Existem vários métodos conhecidos, como:

Camisinha: é o preservativo que é o mais conhecido e recomendado método anticoncepcional, feito de látex, ele evita o contato direto do pênis com a vagina, ele evita a gravidez e previne as doenças sexualmente transmissíveis.

DIU: o dispositivo intra-uterino é uma pequena peça de plástico com fios de cobre, colocado no útero, onde destrói os espermatozóides impedindo que eles cheguem até as trompas e fecundem o óvulo.

Diafragma: o diafragma é um anel de metal coberto por borracha ou silicone que impede a passagem de espermatozóides. É colocado pela mulher antes da relação e pode ser retirado 12 horas depois, sua eficácia gira em torno de 94% sendo menor que a camisinha.

Pílula: é o método mais comum, que utiliza hormônios para impedir a ovulação, além de diminuir a TPM, evita a endometriose e reduz o fluxo e a cólica menstrual. Mas ela não evita as DSTs.

Injeção: funciona da mesma maneira que a pílula, mas em vez de os hormônios serem tomados por via oral, são injetados, podendo tomar mensalmente ou trimestralmente.

Anel vaginal: que é um pequeno anel de plástico flexível recoberto pelos mesmos hormônios da pílula anticoncepcional inserido na vagina. Colocado uma vez por mês, fica no local por três semanas e é retirado para vinda da menstruação.

Adesivo: colocado diretamente na pela uma vez ao mês, libera os mesmos hormônios da pílula anticoncepcional diretamente na corrente sanguínea. Dura uma semana e deve ser substituído três vezes antes da parada da menstruação.

Vasectomia: que é uma cirurgia masculina que corta o canal que leva os espermatozóides até a área do órgão sexual masculino, onde o esperma é produzido.

Laqueadura: a ligação de trompas corta o canal que leva os óvulos até o útero, impedindo o encontro com o espermatozóide.

Pílula do Dia Seguinte: é uma contracepção de emergência, para ser usada quando outro método anticoncepcional falha.

[youtube]ZlCDLo6MYZA[/youtube]