O celebre escritor da literatura brasileira, Monteiro Lobato, tem seu nome imortalizado em obras que fazem sucesso até os dias atuais, como o Sítio do Pica-pau amarelo. Sua biografia é bastante inspiradora e nos leva a aumentarmos ainda mais nossa admiração por esse escritor brasileiro.

Monteiro Lobato

O celebre escritor da literatura brasileira, Monteiro Lobato, tem seu nome imortalizado em obras que fazem sucesso até os dias atuais, como o Sítio do Pica-pau amarelo. Sua biografia é bastante inspiradora e nos leva a aumentarmos ainda mais nossa admiração por esse escritor brasileiro.



Monteiro Lobato  foi um grande escritor brasileiro que viveu entre os anos de 1882 e 1948, tendo seu nascimento acontecido no dia  18 de abril na cidade de Taubaté, São Paulo.

O seus pais eram José Bento Marcondes Lobato e Olímpia Monteiro Lobato.  Sua mãe teve importante papel em seu Alfabetizado, quando pequeno despertou cedo o gosto pela leitura, lendo todos os livros infantis da biblioteca de seu avô o conhecido Visconde de Tremembé. Monteiro Lobato cursou o secundário em Taubaté. Estudou no Instituto de Ciências e Letras de São Paulo.


Carreira Profissional

O renomado escritor chegou a se tornar bacharel em Direito, e posteriormente prestou concurso para Promotoria Pública, onde é aprovado e assume o cargo na cidade de Areias, no Vale do Parnaíba. Tornou-se fazendeiro ao herdar as terras de seu avô. Logo vendeu a propriedade e foi morar em São Paulo.Tornou-se editor, criando a Editora Monteiro Lobato e mais tarde a Companhia Editora Nacional e a Editora Brasiliense.

Vida Pessoal

Monteiro Lobato casou-se com Maria Pureza da Natividade, em 28 de março de 1908. Com ela teve quatro filhos, Marta (1909), Edgar (1910), Guilherme (1912) e Rute (1916).



Suas Obras

Em seu lado literário, Lobato se destacou no gênero “conto”. Possuía a característica de fazer retratos da sociedade, como no caso dos vilarejos decadentes e as populações do Vale do Parnaíba, quando da crise do plantio do café.  Em um de seus livros de destaque, o “Urupês”, sua estreia na literatura, em 1918, Lobato criou a figura do “Jeca Tatu”, símbolo do caipira brasileiro que marcou um estereótipo na sociedade.

As obras de Monteiro Lobato eram em grande parte voltada para a literatura infantil, a mais conhecidas delas, que faz sucesso até os dias atuais, é o “O Sitio do Pica-pau Amarelo”, uma obra de grande destaque que perpetuou o nome do escritor.

José Renato Monteiro Lobato, famoso escritor perpetuado na literatura brasileira, morreu no dia 5 de julho de 1948 enquanto dormia, vítima de um espasmo vascular.