Entenda o que realmente causa as famosas espinhas, e deixe de acreditar em mitos criados pelo população, confira na integra as cousas e cuidados para cuidar do incômodo das espinhas.

O que dá espinhas?

Entenda o que realmente causa as famosas espinhas, e deixe de acreditar em mitos criados pelo população, confira na integra as cousas e cuidados para cuidar do incômodo das espinhas.



A preocupação com a estética teve um aumento significativo de uns anos atrás até agora, e a tendência é que esse aumento seja continuo com o passar dos anos. Inovações da tecnologia  juntamente com o avanço na medicina fizeram com que a saúde estética se tornasse uma realidade bastante acessível.

O problema com acnes, as famosas espinhas, são ainda, os maiores incidentes quando relacionado a pacientes que procuram um dermatologista. Saber quais as causas da espinha, ou seja, o que dá espinhas, é tão importante quanto o tratamento para elas, por isso que abaixo segue uma lista sobre os mitos e verdades sobre os reais causadores das espinhas, confira:


Causas

As causas da acne são as mais variadas e o primeiro passo a ser tomado é marcar uma consulta com um dermatologista. De posse de vários exames e algumas informações básicas sobre a história familiar, hábitos alimentares, entre outros, poderão ser detectadas as causas.

  • Um simples creme, as deficiências hormonais e os fatores hereditários podem causar o problema da acne.
  • Fatores hereditários: existem famílias inteiras de acnéicos. Nestes casos, a partir de 10 anos é possível prever o aparecimento da acne.
  • Desequilíbrio Hormonal: É na puberdade que o adolescente tem os seus hormônios sexuais estimulados e com a ativação dos hormônios masculinos ocorre uma reação nas glândulas sebáceas, propiciando o aparecimento da acne.
  • – Ovários: ocorre nas mulheres portadoras de uma disfunção que não transforma o hormônio masculino (andrógeno) em feminino (estrógeno).
  • Além disso, essas pacientes além da acne podem ter problemas de obesidade, aumento de pelos e irregularidades menstruais.
  • Uso de cosméticos: os produtos gordurosos ou oleosos (como as bases e cremes hidratantes, por exemplo) podem trazer acne até para quem nunca teve este tipo de doença, nem na adolescência.
  • Medicamentos: remédios como cortisona, os barbitúricos, xaropes à base de iodo ou bromo podem ter efeito colateral e formar a acne. Se o uso for imprescindível, recomenda-se um tratamento dermatológico paralelo.

Cuidados  para Evitar Espinhas

Os principais cuidados são: higiene da pele, resistência aos maus hábitos, sol e alimentação.



  • Higiene da Pele: o mais correto é seguir as instruções do dermatologista que acompanha o tratamento.
  • Resistência aos maus hábitos: espremer e cutucar cravos e espinhas são flagelo para a pele. As mãos podem estar sujas e contaminar as espinhas, deixando marcas.
  • Uso do Sol: o sol causa um espessamento da pele ao mesmo tempo em que faz as glândulas sebáceas trabalharem mais, embora as pessoas pensem que seu efeito é benéfico.
  • Alimentação: alimentos com muita gordura, iodo, vitamina B12 refletirão na sua pele, cabelos, etc. Isto não significa que se deva abolir este tipo de alimentação.
  • Equilíbrio e moderação devem ser recomendados. O chocolate, por exemplo, pode ser consumido com moderação.
  • Stress: para o tratamento dar resultado, antes você tem que estar livre do stress. O nervosismo, a ansiedade e desânimo não combinam com uma pele saudável.
  • Limpeza de pele: a limpeza só deve ser feita por especialistas e sob recomendação médica do seu dermatologista.