Como Usar a Pilula do Dia Seguinte

A pílula do dia seguinte tem seu uso difundido na sociedade como um todo, tanto jovens como mulheres fazem de seu uso, e são bastante procuradas em farmácias, portanto, conhecer como usar a pílula do dia seguinte é de fundamental importância para um uso racional e eficaz.

Atualizado em
Atualizado em

Pilula do Dia Seguinte

A pílula do dia seguinte já é bastante conhecida em nossa sociedade, e tem seu uso quase que banalizado por jovens e mulheres, com o intuito de evitar uma gravidez indesejada em uma situação onde não houve uma prevenção tradicional, uso de camisinha ou outros métodos contraceptivos, como a pílula anticoncepcional. O uso indiscriminado é uma realidade vivida atualmente, mas muitas vezes esse uso de forma errônea se dá pela falta de informações dos riscos que tal uso pode gerar no organismo da mulher que o ingeriu. Portanto, abaixo tentarei explicar de forma breve como usar a pílula do dia seguinte com o intuito de minimizar riscos à sua saúde.

Como Usar

A pílula do dia seguinte pode ser tomada de dois modos diferentes, um deles vem em dose única e o outro tipo vem em forma de dois comprimidos (um ingerido logo após a relação e outro após 12 horas).Em ambos os modos, tanto a dose única como a dose dupla, devem ser tomadas com um prazo entre 72 horas após a relação sexual, quanto mais tempo passar após a relação menor será a eficácia contraceptiva da pílula, ficando o rico de gravidez quase que equivalente ao se não tivesse tomado a pílula.

A pílula não age como um método abortivo, pois ela age antes que a gravidez ocorra, ou seja, se a fecundação ainda não ocorreu, a pílula irá dificultar o encontro do espermatozoide com o óvulo, no caso da fecundação ter ocorrido a pílula irá provocar descamação do útero, impedindo que o óvulo fecundado se implante no mesmo, e por fim, se a o óvulo fecundado já tiver sido implantado no útero, a pílula do dia seguinte não terá o menor efeito.

O uso da pílula do dia seguinte causam efeitos colaterais adversos, como alteração no ciclo menstrual e no seu tempo de ovulação, dor de cabeça, sensibilidade nos seios, náuseas e vômitos também são sintomas comuns de efeitos colaterais que o uso da pílula pode causar.

A proteção da pílula do dia seguinte só é válida para  a relação sexual que ocorreu anteriormente a sua ingestão, não sendo aplicável para qualquer outra relação que venha a ter, portanto, muito cuidado na hora de optar pelo seu uso.

Até o momento temos X comentários no Facebook