Um americano que passou dois anos preso em uma cela solitária em condições desumanas que lhe obrigaram a extrair os próprios dentes pois lhe fora negado tratamento odontológico, recebeu um…

Indenização Milionária após ser “Esquecido” na Solitária – R$ 38,2 milhões



Um americano que passou dois anos preso em uma cela solitária em condições desumanas que lhe obrigaram a extrair os próprios dentes pois lhe fora negado tratamento odontológico, recebeu um milionária indenização, uma bagatela de U$S 22 milhões (R$ 38,2 milhões) por violação de seus direitos constitucionais, segundo o tablóide inglês “Daily Mail”.

Sua História

Quem é

 

Stephen Slevin, norte-americano de 58 anos do estado do Novo México, venceu a ação em que acusava a delegacia do condado onde vive de tratamento desumano, por ter sido “esquecido” na cela após ser detido por dirigir bêbado.


A indenização é uma das maiores já pagas na história dos direitos civis dos EUA envolvendo um preso.

Traumas

Ele contou que ainda sofre de estresse pós-traumático, resultado dos traumas físicos e psicológicos causado pelos agentes da prisão do Condado de Dona Ana, no sul do estado.



“Os agentes da prisão passavam por mim todos os dias, vendo minha deterioração. Dia após dia, não fizeram nada, nada mesmo, para me ajudar”,  desabafou o norte-americano.

Sua Acusação

O homem de 58 anos foi preso em agosto de 2005 e acusado de dirigir embriagado e de receptação de veículo roubado. O advogado de defesa disse que, devido a seu histórico de problemas mentais, ele foi colocado na solitária.

Enquanto este na prisão, as unhas dos pés de Slevin cresceram tanto que começaram a enrolar sob os pés, ele desenvolveu feridas no corpo, fungo, problemas dentários e perdeu muito peso, conforme o processo.


Sua Liberdade

Ele foi solto após 22 meses, enquanto aguardava o julgamento e as acusações contra ele foram retiradas.