Conheça um pouco mais do símbolo da Suástica, saiba onde já fora bastante utilizado e que não é um símbolo exclusivo do Nazismo.

Significado da Suástica

Conheça um pouco mais do símbolo da Suástica, saiba onde já fora bastante utilizado e que não é um símbolo exclusivo do Nazismo.

 

Para quem imagina que a Suástica seja o símbolo exclusivamente criado pelos Nazistas para representar o seu movimento, está completamente enganado. A Suástica data de muitos anos antes do Nazismo de Hitler pensar em existir, e seu significado é muito mais amplo do que apenas o símbolo do Nazismo.

O Símbolo

Civilizações Antigas

A suástica ou cruz gamada é um símbolo místico encontrado em muitas culturas em tempos diferentes, dos índios Hopi aos Astecas, dos Celtas aos Budistas, dos Gregos aos Hindus. Alguns autores acreditam que a suástica tem um valor especial por ser encontrada em muitas culturas sem contatos umas com as outras. Os símbolos a que chamamos suástica possuem detalhes gráficos bastante distintos. Vários desenhos de suásticas usam figuras com três linhas.

Nazismo

A nazista tem os braços, apontando para o sentido horário, ou seja, indo para a direita e roda a figura de modo a um dos braços estar no topo. Outras chamadas suásticas não têm braços e consistem de cruzes com linhas curvas.

Islâmica, Malteses e Celtas

Os símbolos Islâmicos e Malteses parecem mais hélices do que propriamente suásticas. A chamada suástica celta dificilmente se assemelha a uma.

Budistas, China e Japão

As suásticas Budistas e Hopi parecem reflexos no espelho do símbolo Nazista. Na China há um símbolo de orientação quádrupla, que segue os pontos cardeais; desde o ano 700 ela assume ali o significado de número dez mil. No Japão, a suástica (卍 manji) é usada para representar templos e santuários em mapas.