Tratamentos para DST - Onde fazer?

E agora o que devo fazer?

Atualizado em
Atualizado em

Tratamento para DST

As DST são as Doenças Sexualmente Transmissíveis, ou seja, contraídas a partir da relação sexual vaginal, oral ou anal (contato dos órgãos sexuais, lubrificação da vagina ou através do sêmen). Mas também é possível se infectar com uma DST pela transfusão sanguínea ou o contato direto do sangue contaminado, assim como a AIDS.

Exemplos de DST

  • Esclerodermia
  • Seborreia
  • Estrias atróficas
  • Queloide, Cranco da mama
  • Gonorreia
  • Eczema
  • Acne
  • Sífilis
  • Escabiose e Pediculose Pubiana
  • Doença Inflamatória Pélvica
  • Cervicite Mucopurulenta
  • Cancro Mole ou Canroide
  • VIH/SIDA
  • Herpes
  • Disfunção Eréctil – causas e soluções

Sintomas

Os sintomas principais da DST são os corrimentos excessivos e amarelados (esverdeados também) nas regiões da vagina ou do pênis. Mau-cheiro, coceira ou vermelhidão também são sinais de alerta. As feridas na vagina, escroto, pênis e ânus são os mais preocupantes, pois a doença já pode ter atingido um estágio avançado.

Tratamento

O tratamento para a DST não é difícil, mas é preciso disciplina na hora de cuidar. Apenas casos mais graves são preocupantes e podem ter o tratamento mais complicado. Para iniciar os cuidados, é preciso procurar atendimento médico especializado.

O que fazer?

  • Procure por tratamento imediatamente. Estudos indicam que ter uma doença sexualmente transmissível aumenta o risco de ser infectado pelo HIV, o vírus que causa AIDS.
  • Siga as ordens médicas e acabe de tomar todos os remédios que lhe forem prescritos. Mesmo que os sintomas forem embora, você ainda assim precisa acabar de tomar os remédios.
  • Evite ter qualquer atividade sexual se estiver sob tratamento para uma doença sexualmente transmissível.
  • Certifique-se de contar para seu parceiro, de modo que ele também possa receber tratamento.
  • Tenha um teste de acompanhamento para certificar-se que a infecção foi curada (isso para as doenças sexualmente transmissíveis que pode ser curadas).
  • Se você estiver grávida avise isso ao seu médico. Alguns remédios não são seguros para grávidas e você pode precisar de medicamento diferente para o tratamento.
  • Se estiver amamentando, converse seu médico sobre o risco de passar a doença sexualmente transmissível para o bebê através do leite.
Até o momento temos X comentários no Facebook